Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Textos


 
AMAR
 
Beija-me agora, amor, enrosca-te em mim
Faz-me esquecer como são, frias
E Longas as noites que desaguam nos dias
Quando o vento me arrasta para alguém de ti.
 
Beija-me agora, amor, toma-me toda, enfim...
Faz-me tua, sem mais delongas ou agonias
Que sem ti o meu corpo é como as almas vazias
Desencontradas da vida, errantes até ao fim.
 
Por isso, beija-me! Desnuda-me os medos
Abrace-me toda, desvenda-me os segredos
E sem recato, descobre-me entre meus ais e pelo.
 
Depois, em nosso amor haverá sentidos por desbravar
Esvazia-me, com suas vontades, amando-me até ao infinito 
Fazendo amor, sem rodeios do Inferno ao Paraíso !

 
 
  Luamor

  
Soneto publicado, salvaguardo copyleft ¹, 
Copyrights©créditos  e direitos são:
Reservados a  autora  Luamor com registro por
processo eletrônico. EDA  e licença minha  (CC) Creative Commons. 



____________________
____

Lindo de viver Lua, recebas meu carinho, abraço e  flores
Meus parabéns amiga Mestra Lua !

________________________

Se curtir ouvir com declamção minha um outro
lindo soneto da poetisa Vera - Luamor
O soneto de Amar , acesse aqui na barra , obrigado!
Uma bela tarde a todos que aqui passarem
Luamor ©
Enviado por Judd Marrriott Mendes em 31/05/2019
Alterado em 31/05/2019
Áudios Relacionados:


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras