Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Textos




A Gratidão
 
A gratidão é o maior princípio do reconhecimento. Quando a gente recebe algo, faz todo sentido mostrar gratidão. Quando não se nasce grato, tem de se fazer por ser.
Com o tempo você acaba sendo naturalmente.
A gratidão não é moeda de troca, é gentileza. É sentir necessidade de dizer “obrigado”, é beijar no rosto carinhosamente, é pagar qualquer gesto, qualquer atitude, com um sentido carinho, abraço ou flor.

Na alma amigas e amigos poetas, vimemos a gratidão:

Todas estas informações passam a fazer parte de nós, em nossas mentes ficam instaladas e ao nos tornarmos adultos, passamos a ver o mundo de acordo com esses conteúdos.
Somos direcionados por aquilo que nos foi passado, sem questionarmos se faz sentido e se é verdadeiro!
Sentimos, lá no íntimo, que algo não se encaixa, mas não sabemos o que é!
Aos poucos, essa sensação vai aumentando e percebemos que o que nos ensinaram e está em nós entra em conflito com o que somos e como, realmente, queremos viver!
As crenças que nos habitam nos limitam, mas para nos expandirmos precisamos nos libertar delas.
Sentimos nossa alma aprisionada em valores que não condizem com sua natureza livre e autêntica.


O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as dores que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração!
Fernando Pessoa.


Obridado Poetisas e Poetas por estar aqui,
e pelo carinho e  apoio sempre.
Muito Obrigado! Judd Marriott



 
Judd Marrriott Mendes
Enviado por Judd Marrriott Mendes em 28/08/2017
Alterado em 28/08/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras