Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

O Amor em forma de Poesia - Alessandra Gois
Data: 16/05/2018
Créditos:
O Amor em forma de Poesia - Alessandra Gois
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


 
O Amor em forma de Poesia

 
 Há tanta ousadia em escrever sobre o Amor quando,
quem se julga tão, não percebe nada disso!
 
Fala-se do Amor como se o conhecêssemos intimamente
quando na realidade nem a nós próprios nós reconhecemos.
 
Há tantas formas de amar, tantos sentimentos bonitos
que palavra Amor...
depois há a vulgaridade abusiva de um Amo-te!!!
 
O Amor não morre nunca, não diminui, não adormece,
não para de querer bem, de desejar querer, de pensar querer.
 
O amor é querer muito mais ao outro do que a nós mesmos.
 
O amor é um carinho tão gigantesco, tão superior a nós
mesmos que a sua indefinição é isso mesmo, a grandiosidade
emotiva, incapaz de ser sustida num coração só e, então,
partilha-se, oferece-se a quem nos faz sentir queridos,
úteis, por assim dizer.
 
O Amor nunca começa a morrer depois de nascer
 porque só existe na eternidade!!!
 

    Alessandra Gois




Poesia publicada, salvaguardo copyleft ¹ da obra.
Copyrights©, créditos  e direitos são reservados
ao autor original Alessandra Gois com registro por
processo eletrônico EDA - Biblioteca Nacional e BNP Lisbon,  
com licença anterior da autora Creative Commons.Intl. 

 
Enviado por Judd Marrriott Mendes em 16/05/2018




Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras