Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

Bêbado cambaleante - Judd Marriott Mendes
Data: 02/11/2017
Créditos:
Bêbado cambaleante , Judd Marriott Mendes, poesias de amor.

http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/6159016


Bêbado cambaleante

Já perdi a vida aguerrida
Tudo desmoronou
Sobrou-me a bebida
O Encanto me faltou
Por ai de bar em bar
Procurando um amigo
Para um gole pagar
Infeliz assim sigo
Que coisa mais ingrata
A vida e insensata
O whisky me mata
E sigo cambaleando
... como acrobata.
De certa forma tentar esquecer
... já é a ti lembrar.
 
 
Um mimo, que é pertinente e já uma bela obra!
Que interação! Amei de  montão e que de coração agradeço
e divido com todos, MESTRE TROVADOR DAS ALTEROSAS!

 Mestre Miro in Action!

Pois é, poeta e amigo
Eu bem tentei te avisar
 Agora sofre o castigo
Não quis me escutar...
 
Eu disse, tome cuidado
Esta gata é perigosa
Vai ficar apaixonado
 Ela é muito gostosa...
 
Usa aquele perfume
Machos vão atrás dela
Vais ficar com ciúme
E terminar com ela...
 
Agora está aí incompleto
Andando só de pirraça
Vive só neste boteco
Enche o rabo de cachaça...
 
Saia deste mal me quer
Arranje logo outra mulher.

Trovador das Alterosas

______________ 

  Mestre Trovador

Eu vou beber leite agora 
Ouvirei o seu conselho
Ingrata mulher mestre
Eu Fui o tal...
Convidei a se portar mal 
O tal amor, ah... o tal amor
Que nada!
 Quero é fetiche e bacanal
Quem me consuma com todo fervor
 Mesmo que me ame como animal.

Judd


 
 
Enviado por Judd Marrriott Mendes em 01/11/2017




Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras