Judd Marriott Mendes in Versus

Eu sou ninguém... e ninguém é perfeito.

Textos


 SOLITUDE

Cala-se inquieta a natureza, ao fim do dia..
Esperando o maestro reger os passarinhos...
Um arco-íris de sons da cor ao nosso ninho...
Na voz de nossas almas, ecoa a Ave Maria...

Assustou-me perceber, que todos se foram,
E o Sol alaranjado é o meu vislumbre final.
Entre mim e o horizonte, o silêncio mortal,
Dá motivo a solidão sem que me socorram...

Antecipa-se à noite, nuvens trazendo medo,
Minguando esperanças guardadas até agora...
E só quebra o silêncio, a criança que chora....

De repente ela sorrir e quebra meu segredo,
Transforma em poesia, e minh’alma decora.
E todos seus encantos, vão comigo embora...


   Jacó Filho



Soneto publicado, salvaguardo copyleft ¹ da obra.
Copyrights ©, créditos  e direitos são reservados
ao autor original Jacó Filho com registro por
processo eletrônico EDA - Biblioteca Nacional e BNP Lisboa,  
e com  registro e licença anterior de hoje  do autor
Creative Commons.Intl. 


Visite o mega Poeta Mestre Jacó Filho. Obrigado!
Bom dia a todos um carinhoso abraço meu Judd.



 
Jacó Filho ©
Enviado por Judd Marriott Mendes em 06/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jacó Filho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras