Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Textos

 

Por ser Deusa, já bela por essência
  Mais por nua estar sem prudência
Fica a lua a lhe rogar audiência.

Penetrando o paraíso de dourado iluminado.
E ela, soberana, lhe faz advertência
Pela descabida e ousada imprudência.

Por profanos raios de sua gruta, a sucumbência.
E a Deusa nua, abraça por carência.
O amado que em seus braços pede clemência.
 
155236-mini.jpg?v=1539713576  Alberto Valença Lima


Visite o amigo e parceiro poético 
Mestre Alberto Valença Lima
daqui mesmo... clique na imagem


Para o texto: Deusa Nua (T6502599)
Alberto Valença Lima
Enviado por Judd Marriott Mendes em 16/11/2018
Alterado em 16/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alberto Valença Lima). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras