Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Textos


Ano novo dois mil e dezoito...  Mil simpatias a espera de um milhão de milagres. Mandingas, crenças, cueca laranja (Tá rindo? Você não tem, ou não fala?), calcinha branca, folha de louro os judeus, sementes de uva, tudo isso não precisa, mas é bom se te faz  bem, tudo vale apena quando alma não é pequena. Veste-se branco para paz, amarelo para dinheiro, Verde? Para plantar um arvore e frutos colher...  O importante é que se vista com paz e amor. E aí eu fico a me perguntando: Qual será a cor de dentro? Que cor a alma veste?
 
Essa alma que algo errado deve de ter, para esperar uma data especial para ter esperança de mudar, de agir, de buscar.  Faz-se lista de resoluções para o próximo ano! Bom, muito bom temos que planejar
Geralmente, sonhos empurrados com a barriga para um tempo seguinte, por pura preguiça ou falta de batalha. Fê? Sim, a fé move montanhas, se você estiver rezando aí empurra e tira de lado, sai de retro todos problemas.  
 
Um minuto de silêncio. Analise seu ano até agora.Você consegue definir seu sonho? Pense. Enquanto isso, sugiro que descubras o "novo", do tal ano novo. Por exemplo, será que tudo que nós cobramos, nós somos capazes de oferecer? Tudo pode começar a mudar agora mesmo. Comecemos olhando para o passado recente... o que foi feito deste ano?
Você fez sentido?  Sorriu para muitos? Talvez para alguém? Descobriu algo novo? Trabalhou até cansar? Abraçou efusivamente? Deu o melhor de si? Olhou-se no espelho? Programou uma viagem? Se a maior parte das respostas foi um sonoro "não", então está explicado!
 
Um ano novo não começa para quem não é capaz de se fazer novo. Óbvio que também, nem tudo são flores. Certamente adquiriram-se contas, tiveram-se aporrinhações, momentos de desespero, falta de saúde? Eu mesmo tõ com a pata esquerda quebrada teclo tudo minúsculo com uma mão, não acentuo nada e depois emendo e corrijo, isso quando não como teclado... e faço inversões normais de TDA e saio emendando no RL, porque os amigos avisam ou minha mulher, grita erro amor, erro! Você emergiu (veio à tona, subir, ir para cima) em invés de imergir, (esconder afundar, baixar), Ah! eu posso eu transo com pa lavrinhas e palvras MAIORES, puta que pariu, e foda se parece doce na boca do menino aqui , risos, até nas poesias... eu aprendo, eu  beijo o sol , namoro a lua...  "pohaa loca",  tô só o pó da rabiola, e tô aí, dando o que tenho... e há quarto ano luto para sobrevier, com probleminha na pele nas costas que químio não curou só me tirou todo pelos, por isso não corto cabelo, caiu até os pelos do **sábado**, risos, pula...entre tantos outros aborrecimentos...
 
Mas o que a maioria encara como problema, eu chamo de vida... afinal, antes de encantar-se com o fim da viagem, deve-se curtir a estrada e seus contornos. Volte a olhar para frente agora. Que de hoje em diante, a gente converse mais, comece a falar alto, baixo, lenta ou rapidamente, olhe o próximo faça bem sem olhar a quem. Não leia a idade do poeta, conheça suas ideias, porque os que tem idade para ser meu pai ou mãe aqui, põem todos nós no chileno, junte asso bons aprenda com quem sabe, eu estou há cinco meses no RL, humildade aprender com quem sabe, ser honesto e verdadeiro, saber dividir para multiplicar é a chave.
Fácil assim...
 
 Que tenhamos noção de que ouvir é essencial.
Mas antes, é preciso dizer que se hoje somos adultos, antes disso, somos humanos e precisamos de certas doses de aventura sadia para que tudo faça sentido. De resto, sobram as contas, as dores, as mágoas e a vida. Chegou a hora de sorrir mais, escutar mais! Leia mais e escreva, escreva muito. Um dia seus filhos vão ler e terão orgulho de tudo isso.
 
A propósito: Conseguiu definir seus sonhos? Já sabe o que quer fazer no próximo final de semana? Então, se o seu sonho é ir a Amsterdam e declamar um poema em uma ponte, o que você está esperando que ainda não aprendeu a decorar. Ou se sonhas em ir a Fernando de Noronha mergulhar com os golfinhos, corra! Ainda há tempo para aprender a mergulhar Scuba é mole, até meus filhos fazem... não existe "se der", existe apenas "Já foi! Está dando!  Vai dar! Tem que dar! ”. E que se foda os trocados.
 
Esqueça de que "ser feliz" é esperança! Deixe as fitinhas, os desejos e as "mandingas" em segundo plano e projete-se. A partir de agora "viver" plenamente. Deixa de ser apenas um sonho e passa a ser, a sua pele. Jean-Paul Sartre já dizia que “o homem nada mais é do que aquilo que ele faz de si mesmo”.
 
Realize seus sonhos! Mostra tua garra! Encare a vida com bom humor, com criatividade, sinergia e intensidade! Mude, aconteça, seja, apareça! Seja o que bem entender com as melhores escolhas, rumo aos melhores sonhos e todas suas necessidades reais...
Jamais você recupera tempo perdido, menos um ano na sua vida sem prosperidade e que não faça sentido.  
 
Se tudo muda a todo momento, um ano novo pode-se começar agora mesmo. Feliz dois mil e dezoito. Que a sua vida e de sua família seja repleta de paz, alegria e prosperidade neste Novo Ano que se anuncia. Um Feliz 2018! Com realizações dos seus melhores sonhos e aspirações. Carinhoso abraço meu a todos, Deus te abençoe! Deixo perfumadas flores para as poetisas, toma um champanhe aqui antes de sair, pega um chocolate para adoçar a vida, leva meu sorriso... Judd


 


Judd Marriott Mendes, December 31, 2017 - SP - Brazil



 
Judd Marriott Mendes
Enviado por Judd Marriott Mendes em 31/12/2017
Alterado em 31/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras