Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

A Cena - Linx Bonarde
Data: 25/05/2018
Créditos:
Linx Bonarde
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

A cena
Queria suas carícias em meus cabelos
A marca do seu batom em minha bochecha
Acalmando o que me entristece
Suave como novelo
Sua mão , não me deixa
Por favor , a cena repete
Cuida dos meus olhos frágeis
Minha mão não abre
Só você pode me salvar
Enquanto a noite escura acalma o pássaro
O canto do pássaro
Me guia ao seu lar
E eu vou , nesse escuro , sozinho
Caminhando devagarinho
Para no medo não tropeçar
Lá , eu enfrento os guardiões
Na varanda do castelo , um ninho de corujas
Para te proteger , seu pai só tem três leões
Me vêem desprotegido
Sem espada e escudo
Pávido
Minha perna treme igual a mil canções
Tocando nas veias do seu coração
Que me avista da janela
Com olhar de Cinderela
Pedindo ao seu pai para recuar o batalhão
Seu pai não escuta , pois você está de casamento marcado
Flechas são disparadas
Eu , despreparado
Desprotegido
E você assiste uma delas perfurar meu peito
Meu corpo agonizando no cimento
E sua voz retrata uma canção aguda
Os soldados lá da frente , escutam a dor forte
Surfando nas cordas vocais de sua voz miúda
Eu caio de peito no chão
A queda machuca os meus ombros
E sua lágrima fria aquece meu corpo morto
Que recebe a chuva da tempestade
Enviado por Linx Bonarde em 23/05/2018

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar meu nome na obra como o autor .). Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras