Judd Marriott Mendes in Versus

Eu sou ninguém... e ninguém é perfeito.

Áudios

Poesia - Ariane Fagundes
Data: 16/05/2018
Créditos:
Ariane Fagundes
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


POESIA

 
Página dos sonhos,
Foi-se a brancura,
Betumada escureceu,
Pesadas folhas,
Úmidas.
 
O fardo não advém da cor,
Que particularmente fascina,
Tão linda a sua, ao menos isto!
Mas do desconforto do que se esconde,
Das palavras carregadas sem serem lidas.
 
Tantas perspectivas intempestivas,
Desbotadas da alma ora esvaecida,
Há um ar betumado de envelhecimento,
Deste não pertencimento descabido,
Que se contrapõe com uma falta indefinida.
 
Ao menos continua sobretudo a poesia!
Nunca me disseram coisa mais bonita!
 
        Ariane Fagundes 
Enviado por Judd Marriott Mendes em 16/05/2018

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras