Judd Marriott Mendes in Versus

Eu sou ninguém... e ninguém é perfeito.

Áudios

Dançar a deriva - Judd Marriott Mendes
Data: 05/01/2018
Créditos:
Judd Marriott Mendes, Dançar a deriva , sonetos
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Dançar a deriva

Dançar  e  fechar  os  olhos ,  sobretudo  não  mais  pensar
Sob  o  meu olhar e com as mãos deliberadamente seduzir
Com vontades imensas e safadas de dedilhar e te perturbar
Nesta  tormenta  fulminada  perco  a  chance  de  te  amar.
 
Uma proposição carnal seria o convite para tudo esquecer
Em  um  vulcão  de  lavas  eternamente  vou  me  acabar
Já  sei  que  nem  em  três  vidas  novamente  vou  te  ter
Dentro  do  vulcão  de  lavas  vou  me  perder  e  queimar.
 
Sou um triste pássaro  que  é  levado  por  grandes ventos
Agora eu danço perdido sem encontrar ao menos pouca luz
Dias  felizes  estão  longínquos  nos  meus  pensamentos.  
 
Oscilando  como  um  barco à deriva vou morrer fulminado  
Embebedar me  e com as  grandes  ondas  e  cair  no mar
Perder os  sentidos  e  ter  que  muitas lagrimas derramar.



Enviado por Judd Marriott Mendes em 05/01/2018

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras