Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

É Noite Ainda! e Amanheceu, Amor! Esther& Judd
Data: 01/12/2017
Créditos:
Esther Lessa e Judd Marriott Mendes, É Noite Ainda! e Amanheceu, Amor! Sonetos

É NOITE AINDA ! / SONETO 143/ ESTHER// AMANHECEU, AMOR!/ SONETO/ JUDD

Autora no RL: Esther Lessa
http://www.recantodasletras.com.br/autores/estherlessa
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

É NOITE AINDA ! / SONETO 143/ ESTHER// AMANHECEU, AMOR!/ SONETO/ JUDD
DEUS  SEJA  LOUVADO !                   DUETO
  
                             SONETO   143

É   NOITE  AINDA !               ESTHER  LESSA

         Só   porque,   amor,   tu   aqui   não   estás...
         Amanheceu!  Mas  em  mim, é  noite  ainda !
           Quando,  amado,  esta   noite  será  finda ?
         Nem    mesmo   sei   se   um   dia   voltarás...

               Amanheceu !  Porém   bem   aqui   jaz
            Mágoa   profunda   de   saudade  infinda
          Somente  de  tua  ausência  ela  é  provinda...
           Se   demoras ,  não   mais  me  encontrarás !

               Numa   esperança  travestida  em  dor
          Meu  coração  é  um  implorar  que  venhas
               Pra   desmentires   tanto   desamor !..

            Pra  aqui  chegares  tens  todas  as  senhas
          A  alma  perdida  espera  que   ainda  tenhas
           E  tragas :  riso,  sonho ,  o  sol  e  o  amor!
      
  *****************************************

AMANHECEU, AMOR !           JUDD   MARRIOTT  MENDES
                                                                
                Recebi a tua carta, meu anjo
              Compreendi todo o teu esperado
               Mas ainda por ti amor esbanjo
          Valei- me Deus! Todo nosso passado.

         Eu preciso logo voltar e tudo te contar
           Nem um dia deixei de em ti sonhar
           Passo meus dias pensando a correr
            Tua falta me tange e faz tremer.

             Queria tanto estar contigo a rir
             Não implores nunca vou partir
      Nem que me parta um raio ou tempestade.

              Me perdoa a ausência e a dor
              Assim como as outras vezes
              Hei de voltar a dar todo amor.

***********************************  

NÃO DEIXEM DE OUVIR NA SALA DE ÁUDIO DO POETA JUDD  MARRIOTT  MENDES,  A  DECLAMAÇÃO  NA  SUA  VOZ !  E  QUE  VALORIZOU SOBREMANEIRA  O  DUETO.  OBRIGADÍSSIMA PELA VISITA!  DEUS OS ABENÇOE! BEIJOS DE CARINHO !

**********************************************************                                                                    
                                                                       INTERAÇÕES

                  Torturados versos de amor, querido poeta jbJOÃOBATISTA  !
                 Obrigadíssima!
                            
                                                Anoitece e depois amanhece...
                                             O tempo passa e fico sem dormir...
                                             Continuando amor por você sentir...
                                             E essa saudade nunca desaparece...

                                            Imploro que venha, mas compreendo...
                                                         Sei que nunca virá...
                                             Porque me esperando permanecerá...
                                                Mesmo angustiada isso entendo...

                                                   Noite após noite acordada...
                                                     Dia após dia enamorada...
                                                Sofrendo essa ausência malvada...

                                                    Não é simples lamentação...
                                                  Sinto falta e quase desespero...
                                                Desse amor, eterno companheiro.



*********************************************************

******************************************************
Enviado por Esther Lessa em 01/12/2017



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras