Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

Judd o poeta que canta o nu - Leandro Ferr. Braga
Data: 21/11/2017
Créditos:
O poeta que canta o nu - Leandro Ferreira Braga
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Leandro Ferreira Braga). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


 
         Divido um carinho do poeta amigo a quem este aprendiz agaradeçe
 

Especial para  Judd Marriott Mendes
 O poeta que canta o nu
 
Leandro Ferreira Braga  ©
 
 Pulsante, vigorosa, sensorial: talvez seja exatamente essas as palavras para definira poesia de Judd Marriott Mendes. Em seus poemas e demais textos, notamos a celebração da sensualidade do corpo, o amor vivido ou imaginado, em cada novo texto certificamos sua capacidade de despir-se sem piegas, de decantar tão aclamado erotismo com pouca ou nenhuma vulgaridade.

Desse modo é em suma a poesia de Judd Marriott Mendes. O erotismo Há muito tempo sendo escrita, a poesia erótica foi muito bem redigida em versos de obras de gregos e latinos da Antiguidade Clássica; seguidos por poetas líricos medievais, provençais, do Barroco, do Arcadismo, do Romantismo e, mais tarde ainda, pelo moderno se pós-modernos. O amor carnal em poesia distribuído em quase todas as épocas, é semelhante a um estilo particular de cada autor do que uma mera característica marcante dos movimentos literários.

Os brasileiros destas e araque posso citar são Alcides Pinto, Hilda Hilst e Pedro Lyra. Para Judd Marriott Mendes, são as chamas do corpo inflamado de paixão, os desejos, fontes de inspiração. O sexo tem papel importante na sua escrita, pois é sua poesia. Seus versos são extremamente sensoriais, inspirados no(s) amores(s)e marcado(s) em poema(s),local onde não morrem.

Obviamente, é através das palavras que ele (re)constrói as imagens de carinhos, toques, olhares e estouros de prazer que lhe aparecem. A subtileza com que falado ato amoroso, apresenta a capacidade criatividade Judd Marriott Mendes, conhecedor das teorias literárias, mas nem por isso menos lírico e mais técnico. Podemos confirmar em seus escritos a ideia de que os sentidos são instrumentos especiais do nosso corpo. O mesclado dos campos sensoriais aparecem como um exercício de sensibilidade, aguçando os sentidos do leitor, e são encarnados ao apelarem constantemente para os lances corpóreos.

 
Considerações finais
 
O erotismo está na própria tensão dos versos, na escolha de cada palavra, no ritmo das figuras, na ideia que o poeta tem do amor como um ato sexual, e da cama como um lugar comum e mágico. Judd Marriott Mendes é um dos nomes da poesia sensual no Recanto das Letras-erótico, porque não dizer-porque ele põe o sexo como inspiração dos seus versos.
 
 

Poeta, cronista e contista.
Integrante e alimentador do Recanto das Letras
e do Blog Janela de Poesia.

 
                      ____________________________________
Convido a todos conhecer o Autor no Recanto
Indico fortemente ler nos e-books dele um lindo
livro de poeisas  " Amor Passado"  que tive a honra de 
apresentar e assinar orelha. Boa leitura, desfute com prazer

 


 
 
 
Enviado por Judd Marriott Mendes em 21/11/2017

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras