Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

Me leva a noite - Judd Marriott Mendes
Data: 18/11/2017
Créditos:
Me leva a noite
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ( Alessandro Safina e soneto Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


 
Me leva a noite 

Me achas na esquina de calada de escura noite
Vestido de ébrio com negra longa capa
Aonde o frio imenso corta como acoite
Toda dor interior agora escapa
 
Na quebrada sem cores, luzes e amores
Triste e fudido com a escuridão
Caprichosas vertigens de todos sabores
Da penha á lapa sigo a imensidão
 
Águia vestida de silencio e espinhos
Destilo a fragrância de cheiros do mato
Pedras e sombras refletem minha veste de linho
 
De escadas cruzadas fujo e de fato
Trajo vida turva e a imensidão
Sigo na vida de barro sem compaixão
 
Aqui a noite me abraça sem pressa
Sem motivos, sem hora...
A noite me leva embora agora.
Enviado por Judd Marriott Mendes em 18/11/2017

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras