Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

Começo, medo e sim - Judd Marriott Mendes
Data: 17/11/2017
Créditos:
Judd Marriott Mendes, Começo, medo e sim, poesias.
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alok e poesia Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.




Começo, medo e sim
 
Ela mexe, insinua, contorce
Sua doce feitura ornamento
Meu corpo aflito entorpece
Até em pensamento
Agora é flor
Na cabeça girando
Semeando amor
No coração gritando
Joga me confete
Deliciosa mulher
Faz se minha tiete
Me ama como quer
Aprisiona o poeta  
Finge se minha mulher
Tesão e paixão incerta
Como nas mais belas historias
Começo, medo e sim!
Eu quarto, ela sala
Quem sabe um dia casa.

 
Enviado por Judd Marriott Mendes em 16/11/2017

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Judd Marriott Mendes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras