Judd Marriott Mendes in Versus

O Sagrado que habita em mim, ama o Sagrado que habita em ti ...

Áudios

Filho, adeus! - Leandro Ferreira Braga
Data: 31/10/2017
Créditos:
Leandro Ferreira Braga, Filho, adeus! Poesias de tristeza.
In Memorian, 07 Agosto de 2017 - Leandro Ferreira Braga

Poesia No RL:
http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdetristeza/6158635

Autor No RL: Leandro Ferreira Braga
http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=194521
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Leandro Ferreira Braga). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Filho, adeus!
                                                   À memória de meu filho
                                         Morto a 7 de agosto de 2017.

Não puderam teus olhos meigos
como nada puderam as luzes do céu noturno.
Anoiteceu-me a vista o mal de amor
e na doce fonte do nosso elo tremia algo.
Pergunta a divindade o motivo de me darem
o que me deram e o motivo de voltar à solidão
do céu e da Terra mais uma vez.
Filho, nada puderam teus olhos meigos
como nada puderam as luzes do céu noturno.
Ouvirei de noite teu som felino: ... pai,
meu pai... E no perdurar da vida
com as nossas feridas seguirei.
Enviado por Leandro Ferreira Braga em 31/10/2017

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras